É uma forma diferente de realizar a cerimônia de casamento, unindo espiritualidade e amor, celebrando o carinho, a paz e o sentimento único que os noivos sentem um pelo outro. A cerimônia celta independe da religião dos noivos, não sendo direcionada a nenhuma religião em concreto, mas reunindo o que há de mais sagrado em cada uma delas, a União. Toda a cerimônia é baseada nos antigos costumes do povo celta, que recorriam aos elementos da natureza para abençoar os casais.
 
Ela tem como foco celebrar a dádiva do amor entre o casal, a bênção desse encontro, da escolha de estarem juntos e de dividir esse momento especial com amigos e familiares queridos. 

Cerimônia Celta

É emocionante toda a simbologia que envolve o momento do ritual.
 
É a cerimônia ideal para os noivos apaixonados pela natureza, que acreditam no seu poder, no poder do universo e nas energias que movem as suas vidas. É uma opção, também, para os noivos que não tem vínculo com nenhuma religião específica. 
 
Toda a cerimônia é personalizada aos noivos, pois o amor que sentem não é igual nenhum outro. É realizada com muitos detalhes e uma grande dinâmica. Tem dois tipos de formato, um mais compacto e outro mais participativo, sucedendo sempre de forma interessante e com um toque contemporâneo e atual.

Etapas da Cerimônia

1. A cerimônia acolhe adeptos de todas as religiões e para que todos os convidados compreendam a simbologia presente na cerimônia (já que a cerimônia possui uma riqueza muito grande de símbolos), é explicado aos convidados o que representa cada elemento e o significado da Cerimônia Celta.
2. Ritos iniciais
Entrada do noivo e dos pais do casal. Perto do altar, há uma mandala no chão que representa o ponto de união, onde o noivo espera a sua noiva.
3. Acolhida
É quando entram as crianças. Meninas jogam pétalas no chão, simbolizando pureza e graça. Já os meninos atiram sementes, símbolos da prosperidade, e tocam sinos, que representam alegria. Em seguida, entra a noiva, que encontra o noivo na mandala.
4. Purificação
Neste momento, lava-se as mãos do casal com água e sal. A água simboliza a transparência e o sal serve como catalizador de energias negativas. Em seguida, os noivos ficam ao lado do celebrante, de frente para os seus convidados (diferentemente das outras cerimônias, onde os noivos ficam de costas).
5. Entrada dos Padrinhos
O casal escolhe previamente uma ou duas pessoas para representar amizade, bondade e sabedoria. As duas pessoas escolhidas preparam um texto sobre amizade e nesse momento, lêem para os noivos. Os padrinhos oferecem objetos especiais para os noivos, como por exemplo, um pote de semente para trazer prosperidade, uma mandala branca simbolizando paz ou velas representando sabedoria. 
6. Preleção sobre a aliança que o casal está fazendo naquelo momento
A celebrante fala sobre a importância das alianças e em seguida elas são entregues, geralmente por crianças, escolhidos pelos noivos.
7. Pedido de Bençãos aos Pais
Os pais dos noivos se aproximam do casal e seguram as alianças. Os noivos fazem uma leitura de agradecimento aos pais e pedem as benção para a nova jornada. Depois, a família da noiva entrega a aliança dela para o noivo, e vice-versa. Este momento significa que a família está acolhendo aquela pessoa.
8. Troca de votos
A troca dos votos pode ser feita através da repetição dos noivos das palavras do celebrante ou podem ser personalizados, para que os noivos aproveitem esse momento e façam uma declaração de amor um ao outro.
9. Bênção dos 4 elementos
Sobre a mesa do altar ficam alguns objetos representando os quatro elementos da natureza. A celebrante pede para que o casal seja abençoado pela terra, representada por um prato de sal. A bênção do elemento água vem quando os noivos bebem um cálice com o líquido. O casal acende um incenso, cuja fumaça representa o ar, e uma vela, que simboliza a chama do amor. Por fim, as alianças são lavadas com água e os noivos finalmente trocam as alianças.
10. Preleção de encerramento da cerimônia
A celebrante declara que os noivos foram unidos pelo poder do amor e da escolha e então o noivo pode beijar a noiva. Os recém-casados deixam o local juntos, enquanto todos os presentes aplaudem sua saída.

Juiz de Paz Eclesiástica e Celebrante de Casamento

Atendimento:

(11) 96542-6595

O conteúdo total e/ou parcial deste site está sujeito à proteção de direitos autorais em Copyright © (Lei 9610 de 19/02/1998).

Site By Agência Nunes

whatsapp.png